Polícia prende mais dois suspeitos de envolvimento na morte de engenheiro

José Edvandro Martins de Souza Júnior e Vitório Del Gato foram levado para a delegacia na tarde desta quinta-feira (3). Alejandro Molina, filho da primeira-dama Elisabeth Valeiko, é o único que ainda não teve mandado de prisão expedido

José Edvandro Martins de Souza Júnior e Vitório Del Gato também foram preso nesta quinta-feira (3), suspeitos de envolvimento na morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos. Eles também estavam no Condomínio Residencial Passaredo, de onde a vítima teria sido sequestrada e, posteriormente, levada morta para um terreno no bairro Tarumã, Zona Oeste, na segunda-feira (30).

José Júnior foi preso na casa dele, situada na rua Barreirinha, bairro São José, na Zona Leste de Manaus. Não há informações sobre a prisão de Vitório, que, até esta tarde, tinha o mandado de prisão em análise pela Justiça, junto ao de Alejandro Molina, filho da primeira-dama Elisabeth Valeiko. Molina, que está internado em uma clínica para dependentes químicos, é o único que ainda não teve a prisão preventiva expedida.

Os dois foram levados para o 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), de onde seguiram para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), no início da noite desta quinta (3). Na unidade especializada já está Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior, preso nesta manhã após dar entrevista na Tv A Crítica. Segundo o delegado Aldeney Gomes, titular da unidade, já há provas para incriminá-los pelo homicídio.

O delegado informou ainda que deve se pronunciar sobre o caso em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (4) e que espera finalizar o caso no mesmo dia. Equipes da Polícia Civil ainda estão em diligências para cumprir os mandados de prisão contra Mayc Vinícius Teixeira Parede e o sargento da Polícia Militar Eliseu da Paz de Souza, que trabalham na equipe de segurança da Prefeitura de Manaus.

A prisão de Alejandro Molina, filho da primeira-dama Elisabeth Valeiko, foi pedida pela Polícia Civil, mas ainda estava em análise na Justiça até a tarde desta quinta (3).

Acritica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!