Enteado de Arthur deve ficar preso em sela separada

Filho da primeira-dama de Manaus foi alvo de mandado de prisão por homicídio contra Flávio Rodrigues, morto no domingo após participar de festa na casa de Alejandro Valeiko

mandado de prisão temporária de Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama Elisabeth Valeiko e enteado do prefeito de Manaus, Arthur Neto, determina que ele fique preso em separado de outros detentos.

A decisão, da juíza Ana Paula de Medeiros Braga Bussulo, determina a prisão de Valeiko com base no artigo 121 do Código Penal, que trata do crime de homicídio. Isso significa que no entendimento da Polícia Civil, que foi a autora do pedido, Alejandro Valeiko foi um dos responsáveis pela morte do engenheiro Flávio Rodrigues, morto no último domingo após participar de uma festa na casa de Alejandro.

Vídeos divulgados na manhã desta sexta-feira mostram a chegada dos policiais Elizeu da Paz e Mayc Vinicius, da equipe da Prefeitura de Manaus e que atuavam na segurança do filho da primeira-dama, ao condomínio de Alejandro.

O mandado, emitido na noite desta quinta-feira, determina que Alejandro fique preso no 19º Distrito Integrado de Polícia por uma duração de 30 dias.

Saiba mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!