Malafaia reagem a críticas de arcebispo de Aparecida ao conservadorismo

O crescimento do conservadorismo no Brasil vem incomodando muitos setores da sociedade alinhados à ideologia de esquerda, incluindo lideranças católicas que mantém vínculo com a chamada “teologia da libertação”. O caso mais recente envolve o arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes.

Durante uma missa especial pelo dia de Nossa Senhora Aparecida, no último sábado, 12 de outubro, Brandes afirmou que a direita política é um “dragão do tradicionalismo”, numa clara referência às convicções conservadoras, e acrescentou que esse pensamento torna essa vertente ideológica “violenta e injusta”.

“Estamos fuzilando o papa Francisco, o Sínodo da Amazônia, o Concílio do Vaticano II, parece que não queremos vida. Nas Escrituras, o dragão é o demônio, é o diabo, é o mal que desorganiza tudo”, afirmou o líder católico.

A declaração não passou despercebida, e o pastor Silas Malafaia – um dos líderes evangélicos com maior atuação em defesa do conservadorismo – usou as redes sociais para rebater. “Deu aminésia no bispo (sic) de Aparecida. Ele disse que a direita é violenta e injusta. Esqueceu de dizer que a esquerda proporcionou a maior roubalheira da história política do Brasil. Tem coisa mais violenta e injusta do que essa?”, questionou, em seu Twitter.

Em seguida, Malafaia acrescentou que a Amazônia não deve ser debatida pelo Vaticano porque é patrimônio brasileiro: “Vão plantar batata os bispos do sínodo que não concordam com isso”, disparou.

Outra que reagiu às declarações de dom Orlando Brandes foi a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Durante a Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) em São Paulo, ela abriu seu discurso dizendo que o arcebispo deve “estar com medo de nós, que somos terrivelmente cristãos”.

“O conservadorismo vai dar certo. O povo de bem se levantou e agora está governando esta nação”, declarou a ministra, que de acordo com informações do jornal O Globo, foi aclamada pelo público e aplaudida frequentemente.

Em outro trecho de sua fala, Damares Alves comparou a esquerda ao diabo incentivou a direita a se organizar contra o a representação maligna na política: “Não podemos subestimar o outro lado. Eles estão à espera para poder usurpar o poder novamente. Nós não podemos subestimar o Cão. Não podemos subestimar o mal. Vamos ter que começar a ocupar as câmaras de vereadores e prefeituras, ouviram? Precisamos sair daqui com isso em mente”.

“Para a tristeza da esquerda nunca se defendeu tanto Direitos Humanos como hoje no Brasil. O presidente machista só neste ano já sancionou seis leis de proteção à mulher. Chora, esquerda! Aceita que dói menos”.

O CPAC aconteceu com a presença do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil), dentre outros. Damares observou que a realização de uma edição do CPAC fora dos Estados Unidos é um divisor de águas na história do conservadorismo no Brasil.

Ao final, a ministra foi a conferencista mais aplaudida e ouviu coro de “Fica! Fica!” antes de deixar o palco.

Silas Malafaia@PastorMalafaia

DEU AMINÉSIA NO BISPO DE APARECIDA > Ele disse hoje que a direita é violenta e injusta , esqueceu de dizer que a esquerda proporcionou a maior roubalheira da história política do Brasil. Tem coisa mais violenta e injusta do que essa? Dom Orlando brandes não fale bobagem !9.63316:09 – 12 de out de 2019Informações e privacidade no Twitter Ads4.205 pessoas estão falando sobre isso

Informações e privacidade no Twitter Ads

Silas Malafaia@PastorMalafaia

Mourão está corretíssimo, o resto é conversa fiada!1.00418:41 – 12 de out de 2019Informações e privacidade no Twitter Ads295 pessoas estão falando sobre isso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!