Um Adolescente de 16 anos ta entre os mortos na troca de tiros entre traficantes e PM

“Antes dele sair de casa, ele deu um abraço forte na mãe”, disse um tio. Ao todo, 17 suspeitos de serem traficantes da FDN foram mortos no confronto no bairro Crespo

Alguns familiares dos 17 suspeitos de serem traficantes da facção criminosa Família do Norte (FDN) que morreram durante troca de tiros com a Polícia Militar, na madrugada desta quarta-feira (30), em um beco no bairro Crespo, na Zona Sul da capital, já estão no Instituto Médico Legal (IML) aguardando a liberação dos corpos.

Um dos mortos foi identificado como sendo Alexsandro Custódio de Carvalho, de 16 anos. Segundo o tio da vítima, Cristóvão Carvalho, ele lamenta muito a morte do sobrinho que desce cedo se envolveu no mundo da criminalidade.

“A mãe dele também está aqui chorando pra caramba. Antes dele sair de casa, ele deu um abraço forte nela. Infelizmente ele morreu, já tinha escapado da morte semana passada”, disse Cristóvão.

Tio de Alexsandro Custódio de Carvalho se emociona

A mãe de Alexsandro, identificada como Cristiane Idalina, muito emocionada com a morte do filho, relatou que sua mãe cuidava do filho porque ela era usuária de drogas. “Ele nunca quis sair da vida. Porque aqui era CV [Comando Vermelho], e os caras de lá FDN. Ele dizia que se o cara [não disse a identidade] viesse até nós, ele não tinha nada a ver porque ele era só usuário”, disse.

Os familiares que estão chegando ao IML estão sendo levados por funcionários para uma sala separada. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), ainda há três feridos, que não correm risco de vida, no Hospital e Pronto-Socorro 28 Agosto, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Acritica

Saiba Mais: Veja os Vídeos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!