Após início de investigação do MP, governo publica contrato milionário para a AM-010

O contrato foi publicado após o Ministério Público do Estado (MP-AM) instaurar Procedimento Preparatório nº 003/2019 – 1ª PJIMPAM, para investigar a omissão do governo do Amazonas na falta de manutenção da rodovia.

A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) vai pagar R$ 17,9 milhões para o Consórcio Bela Vista, das empresas Pontual Serviços de Locação e construtora Ltda e C.D.C Empreendimentos Ltda. para fazer a conservação e manutenção da rodovia AM-010, que liga Manaus aos municípios de Rio Preto da Eva e Itacoatiara, segundo contrato assinado pelo secretário Carlos Henrique dos Reis Lima, tem prazo de 540 dias.

Contrato foi assinado pelo secretário Carlos Henrique dos Reis Lima (Reprodução)

O contrato foi publicado após o Ministério Público do Estado (MP-AM) instaurar Procedimento Preparatório nº 003/2019 – 1ª PJIMPAM, para investigar a omissão do governo do Amazonas na falta de manutenção da rodovia , no trecho entre Rio Preto da Eva e Itacoatiara, “tendo em vista que o desgaste da cobertura asfáltica, o excesso de buraco na via, bem como a falta de capina nas margens da pista ao longo do trajeto têm aumentado os riscos de tragédias”.

O termo de contrato foi publicado no Diário Oficial do Estado da última quarta-feira, com empenhos de R$ 3,1 milhões, sendo R$ 719 mil para a C.D.C e R$ 2,4 milhões para a Pontual. A Portaria de instauração da investigação do MP-AM foi publicada na última terça-feira pela promotora de Justiça Tania Maria de Azevedo Feitos, da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Itacoatiara.

Na última segunda-feira, um acidente deixou seis pessoas gravemente feridas na rodovia AM-010. De acordo com informações da Polícia Militar, a batida entre os veículos pode ter sido ocasionada devido a um dos motoristas ter perdido o controle. Com o impacto, os veículos capotaram na via.
Em julho, um grupo de taxistas bloqueou um trecho da AM-010, próximo a Itacoatiara, para chamar a atenção do governo em relação aos problemas estruturais da via, que segundo eles, estava quase intransitável. No mesmo mês, o governo do Amazonas, anunciou a retomada das obras de manutenção e recuperação da rodovia e o edital para a sua duplicação.

18horas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!