Esquerda quer usar Frota para impeachment do presidente

O tucano não apresentou provas de suas acusações

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), durante a CPMI das Fake News, disse que o presidente da República, Jair Bolsonaro, teria pedido para ele não falar do caso do ex-assessor do gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz.

Frota também afirmou que o presidente teria pedido para ele “calar a matraca” e não apresentou provas a respeito do suposto pedido.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse que o caso pode ser considerado uma obstrução de Justiça.

– Existe um depoimento que dá conta que o presidente da República entrou em contato com outra pessoa, um parlamentar, para que ele não se manifestasse sobre um investigado da Justiça. Isso se caracteriza obstrução de justiça feita pelo presidente da República – disse o parlamentar.

Quem também falou sobre a possibilidade de caracterizar o suposto pedido como obstrução de Justiça foi o deputado federal Rui Falcão (PT-SP).

Você pode gostar de ler!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!