Vinho, sutiã e farofa: como “mulas” camuflam drogas em aeroportos

Quilos de cocaína foram encontrados em bebidas, catálogos gospel, máquina de cortar cabelo e até em roupas engomadas. PF intensifica combate

Policiais federais que atuam em aeroportos do país têm apreendido drogas escondidas de formas inesperadas e em locais inusitados. As abordagens ocorrem em terminais de grande movimento. Terceiro maior do Brasil e o primeiro da América do Sul a operar com pistas simultâneas, o Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, está na mira dos agentes federais, que têm flagrado passageiros tentando embarcar com grandes porções de entorpecentes para vários países.

Segundo a Superintendência da Polícia Federal em Brasília, as operações para combater o tráfico internacional vêm sendo intensificadas. Ao longo deste ano, foram diversos os locais usados por organizações criminosas para ocultar drogas. Entorpecentes já foram localizados dentro de máquinas de cortar cabelo, flores, latas de alimentos, remédios, calçados, entre outros (confira na galeria abaixo).

Em julho, duas mulheres de nacionalidade russa foram presas, cada uma com mais de 2 kg de cocaína na forma líquida, ocultando a droga nos sutiãs. As mulheres, de 34 e 35 anos, viajavam juntas e pretendiam levar o entorpecente para as FilipinasPF/Divulgação

Uma brasileira de 29 anos que tinha como destino final a cidade de Nova Déli, na Índia, foi presa em junho com 3 kg de cocaína dentro de seis embalagens de farofa

Droga nas latas de frutas em caldaPF/Divulgação

Cocaína no perfumePF/Divulgação

Latas de comida também são usadasPF/Divulgação

Entorpecente escondido em máquina de cortar cabeloPF/Divulgação

Matéria que você pode gostar de ler:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!