Reforma administrativa de Wilson Lima tem mais de 100 cargos de secretários

Para quem prometia a redução no número de cargos, reforma deixou nada menos que 5.353 cargos de livre nomeação do governador, sendo 123 de secretários de Estado, secretários executivos e secretários adjuntos.

A Reforma Administrativa do governador Wilson Lima (PSC), que prometia a redução no número de cargos, deixando nada menos que 360 cargos de confiança, sendo 123 de secretários de Estado, incluindo os executivos e adjuntos. De acordo com a publicação em Diário Oficial, o governo manteve ainda 5.353 cargos comissionados, todos de livre nomeação do governador.

Ao anunciar a reforma, o governador informou que ia extinguir dez cargos comissionados de secretários, sendo cinco de secretários extraordinários e cinco de secretário de Estado. Só extinguiu 3 de secretário executivo e um de secretário adjunto. E transformou 2 cargos de secretário executivo em um de diretor técnico da Superintendência de Habitação (Suhab) e um de diretor da Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental, de acordo com publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 31 de outubro.

A reforma extinguiu cinco secretarias. O objetivo era gerar economia de R$ 5,16 milhões por ano.

Com a reforma, a Casa Civil passou a ter 13 cargos de secretários, sendo 6 executivos e 6 adjuntos. Também tem 17 consultores técnicos-legislativos, 48 consultores técnicos, 1 assessor contábil, 14 assessores técnicos e 97 assessores. Dentro da Casa Civil, a Secretaria Executiva de Articulação Institucional tem 43 assessores; e a Secretaria Executiva de Projetos Especiais ficou com 26 assessores. Ainda ligado à Casa Civil, o Cerimonial tem 36 cargos comissionados, incluindo o chefe e um secretário executivo adjunto.

A Casa Militar ficou com 105 cargos de nomeação, sendo 5 de secretários. A Secretaria de Estado da Saúde (Susam), com 537, sendo 5 de secretário. A Secretaria de Educação (Seduc), com 953 e a Universidade do Estado (UEA), com 465.

Veja o Diário Oficial com os cargos de confiança, comissionados e funções gratificadas.



VEJA TAMBÉM:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!