PSL aciona Conselho de Ética contra 6 “bolsonaristas”

Partido quer que parlamentares percam o mandato por quebra de decoro

Ontem sexta-feira (6), o PSL decidiu entrar com representações contra seis deputados próprios no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Todos fazem parte do grupo que apoia o presidente Jair Bolsonaro. A informação foi dada pelo site O Antagonista.

A sigla quer que Alê Silva, Bibo Nunes, Carla Zambelli, Carlos Jordy, Daniel Silveira e Filipe Barros percam seus mandatos por quebra de decoro parlamentar.

O PSL diz que os atos tomados por cinco parlamentares mostram “desprezo pela legítima ocupação dos cargos partidários, colaborando assim para o desentendimento e desmoronamento da solidez partidária, o que configura o maltrato à fidelidade partidária, mecanismo imprescindível à atuação parlamentar”.

Já na ação contra Daniel Silveira, a legenda afirma que o parlamentar agiu de modo desleal ao “gravar a reunião de seu grupo parlamentar, sem permissão e com intenção de prejudicar seu partido”.

Matéria que você possa gostar de ler:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!