Deputados pedem na ALE-AM impeachment do governador Wilson Lima

Acusando o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e seu vice, Carlos Almeida Filho (sem partido), de praticarem crimes de responsabilidade e improbidade administrativa, os deputados oposicionistas Wilker Barreto (Podemos) e Dermilson Chagas (Progressistas) fizeram ontem, dia 18, um pedido formal de abertura de processo de impeachment.

Barreto e Chagas protocolizaram o documento no gabinete da presidência da Assembleia Legislativa (ALE-AM). O motivo alegado no pedido é a situação do setor de saúde no estado.

Neste momento, o governo conduz substituição do serviço terceirizado de empresas por contratação direta de profissionais. A intenção da medida é evitar que as empresas atrasem o pagamento de salários dos funcionários, como acontece hoje.

Há denúncias de casos que chegam a seis meses de atraso. Fonte do governo afirma que está por trás de atitudes como essa dos deputados oposicionistas o interesse de empresas em continuar contratadas da saúde. O pedido, se admitido pelo presidente da ALE-AM, deve ser submetido à apreciação prévia da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Ação no MP-AM Antes dessa medida, os dois deputados procuraram o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) para ingressar com uma representação contra o governo. O ato é contra o pacote de medidas aprovado pelos próprios deputados na semana passada. Nele, acusam Barreto e Chagas, foram autorizados empréstimo de US$ 250 milhões, renúncia de dívida com a Petrobrás de R$ 1 bilhão e o aumento da contribuição previdenciária dos servidores de 11 para 14%.

(92) 99415-5151

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!