Suspeito de agredir Karol Eller quer processá-la: “Tem que pagar”

Alexandre da Silva acusa a youtuber de “acabar com sua vida” e afirma ter perdido o emprego e ser vítima de ameças de morte

Acusado de ataque homofóbico contra a youtuber Karol Eller, o supervisor de manutenção Alexandre da Silva afirmou ao jornal O Globo que pretende processá-la. Desde a briga entre os dois, ele disse ter perdido o emprego e recebido ameaças de morte e de linchamento.

“Fiquei como monstro e ela, como mocinha. Estão me atacando, atacando minha filha. Não existe isso de eu ter sido homofóbico. Eu tenho parente gay, lésbica, amigos gay e lésbica. Eu convivo com essas pessoas, jamais iria ofender, não tem lógica”, declarou ele ao jornal.

Alexandre também acusou Karol de “acabar com sua vida” e “sujar seu nome”: “Não fui eu que fiz esse estrago no rosto dela, eu me defendi, ela que me atacou. Vou processar, essas pessoas têm que pagar.”

Entenda o caso:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!