Neymar mantém acusação de racismo: “Não tem caráter”

Atacante brasileiro foi chamado de macaco por adversário em campo

Acusado de racismo por Neymar neste domingo (13), o zagueiro Álvaro González, do Olympique de Marselha, usou as redes sociais para se defender e provocar o brasileiro, que voltou a criticar o espanhol.

– Não existe lugar para o racismo. Carreira limpa e com muitos companheiros e amigos no dia a dia. Às vezes é preciso aprender a perder e assumir em campo. Incríveis três pontos hoje. Vamos, Olympique. Obrigado, família – escreveu González ao publicar uma foto com vários companheiros de equipe com cores de pele diferentes.

Um dos comentários da publicação foi do próprio Neymar, que voltou a afirmar que o zagueiro teve comportamento racista quando ambos se enfrentaram.

– Você não é homem de assumir teu erro, perder faz parte do esporte. Agora, insultar e trazer o racismo para nossas vidas, não, eu não estou de acordo. Eu não te respeito! Você não tem caráter! Assume o que tu fala, mermão”… Seja homem, rapá! Racista – exclamou o atacante do Paris Saint-Germain.

Mais cedo, o Olympique venceu o PSG por 1 a 0 no Campeonato Francês. A partida teve cinco jogadores expulsos, entre eles Neymar, nos acréscimos do segundo tempo, por acertar um soco em González.

Após a partida, o camisa 10 da equipe parisiense acusou o adversário de racismo e questionou o VAR por não ter flagrado as ofensas.

– Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca. VAR pegar a minha “agressão” é mole. Agora, quero ver pegar a imagem do racista me chamando de “mono hijo de p*” (“macaco filho da p*”). Isso eu quero ver! E aí? Carretilha você me pune. Cascudo, sou expulso. E eles? E aí? – desabafou Neymar no Twitter.

*Com informações da Agência EFE