Bolsonaro agiu ‘muito bem’ em não cortar benefícios, diz Temer

Ex-presidente elogiou atitude de Bolsonaro em não reduzir programas assistenciais

O ex-presidente Michel Temer afirmou que Jair Bolsonaro agiu “muito bem” em evitar a redução de valores em programas assistenciais já existentes para viabilizar a criação do Renda Brasil.

Em entrevista à rádio Bandeirantes, Temer afirmou que Bolsonaro precisa encontrar outros meios e modos para elevar o valor concedido através do programa Bolsa Família.

– Achei oportuníssimas as ideias do presidente de dar aumento muito acima da inflação – disse Temer, que ressalvou os limites orçamentários impostos pelo teto de gastos.

Na terça-feira (15) Bolsonaro compartilhou vídeo pelas redes sociais em que afirmou ter sido surpreendido pela possibilidade de congelamento de aposentadorias e cortes em benefícios para viabilizar o Renda Brasil e disse proibir, até 2022, dentro do seu governo, que se fale no programa. Relatou também que dará “cartão vermelho” a quem propuser cortes em aposentadoria.

Segundo Temer, Bolsonaro “teve a reação que é comum nele: uma reação imediata”.

– E a reação imediata neste particular foi útil porque não se pode pensar em onerar aqueles que já são onerados historicamente no nosso país: aposentados, que ganham pouco, deficientes, etc – afirmou o ex-presidente.