Pix inicia fase de testes nesta terça. Saiba como vai funcionar

Sistema deve atuar de forma restrita até o próximo dia 16, quando será liberado a todos os clientes

A fase de testes do PIX, o novo sistema de pagamentos instantâneos, inicia nesta terça-feira (3). No primeiro momento, apenas 5% dos correntistas vão ter acesso aos testes do novo mecanismo e suas funcionalidades, que também estarão restritas nesta fase. A operação será ampliada a todos os brasileiros apenas no dia 16.

O Banco Central (BC) informou que, durante a fase de testes do PIX, um grupo seleto de clientes vai participar. Os escolhidos para serem os “cobaias” serão selecionados pelas próprias instituições financeiras e de pagamentos autorizadas a testarem o sistema.

De acordo com o BC, entre esta terça-feira e o próximo domingo (8), cerca de 1% a 5% da base de clientes de cada banco e instituição de pagamento poderão participar. A partir do dia 9, mais participantes serão inseridos.

– A responsabilidade por escolher efetivamente quais clientes vão compor essa etapa inicial é de cada uma das instituições participantes do PIX. O Banco Central apenas direcionou esse processo -diz o chefe adjunto no Departamento de Competição e Estrutura do Mercado Financeiro do BC, Carlos Eduardo Brandt.

O recebimento de transações, por inserção manual de dados ou pela chave PIX, estará disponível para todos os clientes que possuam conta transacional, seja ela conta corrente, poupança ou de pagamento pré-paga. Durante a operação restrita, o PIX funcionará com horário diferenciado, conforme a grade:

– Regra geral: das 9h às 22h
– Nas quintas-feiras, dias 5 e 12 de novembro: das 9h às 0h
– Nas sextas-feiras, dias 6 e 13 de novembro: das 0h às 22h

No dia 16, o sistema de pagamentos vai iniciar às 9h e, a partir desse horário, funcionará ininterruptamente, segundo Carlos Eduardo Brandt, “com toda a segurança e a certeza de que todos estarão prontos”. Aos usuários selecionados para o período de operação restrita serão habilitadas as funcionalidades no aplicativo, na opção “PIX”.

Ainda de acordo com informações do Banco Central, além da opção “Minhas chaves”, que já está disponível nos aplicativos das instituições, estarão acessíveis as opções “Pagar com PIX” e “Receber com QR Code.”