Manaus x Ferroviário ganha clima de final

O Manaus ainda tem grandes chances de classificação para a segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro, mas com os resultados da 16ª rodada, o jogo contra o Ferroviário, marcado para o próximo domingo, na capital amazonense, ganhou ainda mais importância. Isso porque a equipe cearense bateu o Paysandu por nada menos que 5 a 1, nesta segunda-feira (13), e pulou da sétima para a quinta colocação, encostando no G4 e entrando de vez na briga por uma vaga na sequência da competição. 

O resultado transformou o duelo entre Gavião e Ferrão num confronto direto na penúltima rodada, um mau negócio, uma vez que o clube vive um impasse por não poder treinar no local do jogo, marcado inicialmente para a Colina, que assim como a Arena da Amazônia, está cedida para a CBF, por conta do jogo Brasil x Uruguai, agendado para 13 de outubro, em Manaus. 

Nesta partida não vai haver meio termo. Se o Gavião vencer, se classifica matematicamente, independente dos demais resultados, caso empate ou perca, vai ter que torcer por outros resultados para não chegar à última rodada numa situação perigosa. 

Pesa a favor da equipe amazonense o bom desempenho em critérios de desempate prioritários. O Esmeraldino é a equipe com mais vitórias, sete no total, embora dentre os concorrentes de G5, seja a que mais tenha derrotas, com cinco. Além disso, a equipe tem o ataque mais positivo da competição, com 20 gols marcados. Surpreendentemente, o time, mesmo sendo líder do grupo, também tem a pior defesa, com 22 gols sofridos. 

Na penúltima rodada, o Manaus pode ter esperança de continuar com a classificação encaminhada mesmo em caso de tropeço contra o Ferroviário. Dos adversários diretos, Botafogo-PB e Tombense jogam com amplo favoritismo, em casa, contra Jacuipense e Santa Cruz, respectivamente. Por outro lado, Volta Redonda e Paysandu pegam adversários com aspirações, fora de casa. O Floresta, que recebe os cariocas, ainda luta pra fugir da degola, e pode cravar sua permanência na Série C neste jogo. Já o Altos, anfitrião dos paraenses, sabe que somente uma sequência de duas vitórias nas duas últimas rodadas pode manter o sonho da classificação vivo. 

O que anima o torcedor é que mesmo que um cenário catastrófico se instale após a rodada 17, o Manaus continuaria dependendo apenas de si no último compromisso, no qual enfrentará o Paysandu, fora de casa.