Professor denunciado por assédio é afastado e será investigado em Manaus

O professor teria stalkeado as redes sociais das jovens, além de supostamente tocar nas partes íntimas das alunas durante as aulas

Manaus – O professor de uma escola pública foi afastado após uma denúncia de assédio dentro da sala de aula. Alunas da Escola Estadual Hilda Tribuzy, que fica no bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus, realizaram uma manifestação na manhã desta segunda-feira(18), para denunciar o docente que supostamente teria cometido assédio contra as estudantes.

Segundo informações das alunas, o professor teria stalkeado as redes sociais das jovens onde deixava comentários sensuais, além de supostamente tocar nas partes íntimas das alunas durante as aulas.

Nas redes sociais foram compartilhadas mensagens onde as alunas falam do descaso da escola e também da indignação com o professor.

A Secretaria de Estado de Educação e Desporto informou por meio de uma nota que, em relação à denúncia de assédio da Escola Estadual Hilda Tribuzy, estão sendo adotadas as medidas cabíveis para a apuração do caso. Inicialmente, o servidor citado foi afastado de suas atividades para abertura do processo administrativo de sindicância.

A apuração será realizada dentro da legalidade, com o resguardo da identidade das partes e com direito à ampla defesa do servidor. Se comprovado qualquer tipo de assédio, o caso será denunciado às autoridades policiais com manutenção das medidas de afastamento das funções.

Ainda segundo a nota, as denúncias devem ser realizadas pelo canal da Ouvidoria. A Secretaria de Educação destacou, ainda, que não compactua com condutas de qualquer tipo de assédio e que preza para que o ambiente escolar seja seguro e acolhedor.

Leia mais:

error: O conteúdo está protegido !!