Twitter rejeita pedido de demissão de aliado de Elon Musk do conselho

BENGALURU, Índia (Reuters) – O Twitter disse em comunicado ao mercado nesta sexta-feira que não aceita o pedido de demissão de Egon Durban do conselho de administração da empresa, dois dias depois que os acionistas bloquearam sua reeleição.

Durban é aliado de Elon Musk, que fez oferta para comprar o Twitter por 44 bilhões de dólares.

O Twitter disse que Durban não recebeu o apoio da maioria dos votos na reeleição realizada no início desta semana devido a “políticas de voto de certos investidores institucionais relacionadas a limitações sobre prestação de serviços a conselhos de administração”.

Durban, que atua nos conselhos de seis outras empresas, concordou em reduzir seus compromissos de serviço para não mais de cinco conselhos de empresas de capital aberto até 25 de maio de 2023, disse o Twitter.

A Silver Lake Partners, onde Durban é copresidente-executivo, ajudou a planejar a aquisição de Musk pelo Twitter.

Crédito: Dado Ruvic/Reuters
Ilustração com o rosto de Elon Musk em smartphone e o logo do Twitter (Crédito: Dado Ruvic/Reuters)

Leia mais:

error: O conteúdo está protegido !!