Justiça barra show de Wesley Safadão devido ao valor do cachê

Em decisão liminar, a Justiça de Alagoas barrou o show do cantor Wesley Safadão em Viçosa (AL), previsto para o próximo domingo (12), devido ao valor do cachê, que era de R$ 600 mil. Para a juíza Juliana Batistela, a quantia é excessiva para um município de 25 mil habitantes, que está se recuperando dos efeitos das fortes chuvas.

A magistrada determinou que as festas juninas da cidade não devem ultrapassar R$ 20 mil por artista, caso o contrato seja firmado com o município. No caso de acordos com o estado, o valor limite é de R$ 50 mil. O evento como um todo não poderá exceder R$ 100 mil no caso da gestão municipal e R$ 500 mil na estadual.

– É pública e notória a situação de calamidade que a população alagoana enfrenta em razão dos fortes temporais que vêm caindo em todo o estado, resultando em muitas famílias desabrigadas e no fechamento de escolas tanto por conta do perigo de enchente, tanto para serem usadas como abrigos coletivos provisórios. O povo pobre, já carente de tantos recursos, é sempre o mais atingido, perdendo muitas vezes os poucos bens que possuem – declarou a magistrada em sua decisão.

Batistela estipulou ainda que, em caso da contratação já ter sido firmada, deve haver o cancelamento dessa. Haverá uma multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

O MP mencionou a contratação de outros artistas na ação, mas o mais dispendioso deles é o de Safadão. Segundo informações do portal G1, a Procuradoria-Geral do estado e a prefeitura de Viçosa informaram que recorrerão da decisão.

Leia mais:

error: O conteúdo está protegido !!