‘Matei porque ela pediu para morrer’, diz neta que ateou fogo em avó no Amazonas

Manaus/AM – Cíntia Monteiro Rocha, 36, a mulher que confessou ter matado a avó de 91 anos carbonizada dentro de casa no distrito de Cacau Pirêra, disse que cometeu o crime porque a idosa pediu para morrer.

Segundo o comissário de polícia, Orlando Amaral, tanto na cena do ocorrido quanto em depoimento na delegacia, a versão foi sustentada pela acusada.

“A moça que a gente prendeu, a única coisa que ela conseguia me dizer era: Eu toquei fogo nela porque ela pediu para morrer”. Aqui também na delegacia é só o que ela falava”, diz Orlando.

O delegado lembra que Cíntia foi presa ainda com o isqueiro na mão e que usou o objeto e uma botija de gás como uma espécie de maçarico para queimar a idosa viva.

No momento do crime, a idosa havia sido deixada sozinha em casa. A filha que morava na residência estava trabalhando e o marido dela havia saído para comprar comida.

O homem informou que demorou cerca de 30 minutos e quando chegou, a casa já estava em chamas e a idosa morta. Orlando explica que a filha e o genro da idosa podem ter que responder por abandono de incapaz já que deixaram a mulher sozinha

leia mais:

error: O conteúdo está protegido !!