Exame confirma que arcada dentária de um dos corpos é de Dom Phillips

A Polícia Federal (PF) confirmou nesta sexta-feira (17), que a arcada dentária de um dos corpos encontrados em Atalaia do Norte, no Amazonas é do jornalista Dom Phillips. A perícia foi realizada no Instituto Nacional de Criminalística, em Brasília.

De acordo com a nota enviada pelo Comitê de crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, está confirmado que os remanescentes de Dom Phillips fazem parte do material que foi recolhido no local apontado pelo Sr. Amarildo da Costa Oliveira, que estão sendo periciados no Instituto Nacional de Criminalística. A confirmação foi feita com base no exame de Odontologia Legal combinado com a Antropologia Forense.

Encontram-se em curso os trabalhos para completa identificação dos remanescentes, para a compreensão das causas das mortes, assim como para indicação da dinâmica do crime e ocultação dos corpos.

Equipes que investigam a dinâmica das mortes de Dom Phillips e Bruno Pereira foram reforçadas. Os corpos devem ser liberados em até sete dias.

Amarildo da Costa de Oliveira e Oseney da Costa Oliveira, são suspeitos e confessaram o crime, indicando onde estavam os restos mortais do indigenista e do jornalista. Os dois estão presos preventivamente para as investigações.

Segundo as investigações, os autores do crime agiram sozinhos. Mas, a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) contesta a informação e diz que os pescadores são integrantes de uma organização criminosa especializada na invasão de terras ocupadas pelos povos tradicionais.

Leia mais:

error: O conteúdo está protegido !!