Bruno e Dom: Polícia Federal cumpre seis mandados de busca e apreensão

Em nota, corporação afirmou que foram encontrados objetos “possivelmente relacionados com os delitos”

A Polícia Federal do Amazonas cumpriu seis mandados de busca e apreensão, nesta sexta-feira (24/6), em Atalaia do Norte e Benjamin Constant. Durante as buscas, foram apreendidos objetos “possivelmente relacionados com os delitos”, segundo a PF.

A força-tarefa responsável pelas investigações já identificou oito envolvidos nos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillps, dos quais cinco não tiveram os nomes revelados e são suspeitos de participarem da ocultação dos cadáveres.

Outros dois estão presos, além de Amarildo: Jefferson da Silva Lima, também assassino confesso, e Oseney Oliveira, irmão de Amarildo, que nega o envolvimento nos assassinatos.

Nessa quinta-feira (23/6), um homem se entregou à polícia de São Paulo, afirmando ter envolvimento nos assassinatos. Gabriel Pereira Dantas abordou policiais militares na Praça da República, na capital de São Paulo, e se referiu a Bruno e Dom como “turistas”.

Os PMs o conduziram para a sede da PF na cidade para ser formalmente ouvido, mas decidiu permanecer calado. A Polícia Civil de São Paulo pediu sua prisão temporária, mas o requerimento foi indeferido pela Justiça de Atalaia do Norte.

“Ele permanece em liberdade, tendo em vista que não há indícios de ter participado dos crimes ora em apuração, já que apresentou versão pouco crível e desconexa com os fatos até o momento apurados”, diz a PF.

error: O conteúdo está protegido !!