Pedreiro foi solto depois que a perícia constatou por meio de exame.

Manaus/AM: Após ter sido preso na manhã desta quarta-feira (29), no bairro Tarumã, suspeito de estuprar um bebê de 1 ano, um homem identificado como Branco, foi solto depois que a perícia constatou por meio de exame, que o resultado era incompativél, que não houve o crime.

O homem procurou a equipe de reportagem do site Imediato para relatar que as acusações feitas pela mãe da criança, contra ele, não procede.

“Eu preciso ter a minha integridade limpa porque eu preciso dá o sustento da minha família, pra mim e para os meus dois filhos. Não adianta você andar com a cabeça pesada e sem sua dignidade e o respeito. Eu perdoou a pessoa que me fez injustiçado perante à Deus”, disse o homem.

A repórter Édila Chaves, questionou a equipe policial no dia da prisão, e a guarnição informou que o homem apresentou calma e colaboração com as investigações.

“Medo, só que a fé em Deus é tremenda, porque só quem vê aqui do lado de fora entende o crime bárbaro desse e sabendo que quem tem cometido sabe da procedência que ele pode correr, como risco em presídio e onde ele for”, relatou sobre o momento em que foi preso.

A mãe relata que há três dias Branco foi chamado para realizar um serviço na casa quando a mulher percebeu o suspeito colocar a mão pela janela, onde a criança estava sem calcinha.

Na quarta-feira, o homem estava capinando na rua quando a mãe o avistou e chamou a polícia.

error: O conteúdo está protegido !!