Amazonas tem 51,42% da população vivendo na pobreza, aponta FGV

O Amazonas é o segundo estado com a maior taxa de pobreza do Brasil. Segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), divulgado na semana passada, a proporção de pobres na população do Estado era 51,42%, em 2021.

O estudo é denominado “Mapa da Pobreza”. Para o levantamento, são considerados pobres o contingente de pessoas com renda domiciliar per capita até R$ 497 mensais.

Considerando que a população do Amazonas em 2021 era de 4,2 milhões, o contingente de pessoas pobres no Estado naquele ano era de 2.195.631.

Segundo o estudo da FVS, o Amazonas só fica atrás do Maranhão, que tem uma taxa de pobreza de 57,90%.

Década perdida

No estudo, a FGV analisou o poder aquisitivo da população brasileira desde 2012. Nesse período, as condições de vida dos amazonense só piorou.

Em 2012, a taxa de pobreza do Amazonas era de 45,39%. Uma década depois, o Estado tem uma taxa ainda maior (51,42%), mostrando que os governos estaduais vêm há dez anos falhando na luta contra a pobreza.

O cenário nacional não é diferente. “A pobreza nunca esteve tão alta no Brasil quanto em 2021, desde o começo da série histórica em 2012, perfazendo uma década perdida”, ressalta trecho do estudo da FGV.

Leia a íntegra do estaudo no final da matéria.

Fonte: FGV

Texto-MapaNovaPobreza_Marcelo_Neri_FGV_SocialBaixar

Foto: divulgação

Leia mais:

error: O conteúdo está protegido !!