Caso Japurá: Dupla de presos que seriam ‘piratas do rio’ serão transferidos para Manaus

Polícia trabalha com a hipótese de que quatros homens eram ‘piratas’, entre eles, o que foi linchado e queimado na última quarta-feira (6)

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informa que, conforme o delegado Mateus Moreira, designado para a 59ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Japurá (a 744 quilômetros a noroeste de Manaus), até esta sexta-feira (8) foram presas duas pessoas em flagrante, identificadas como Francisco Gomes Ramos, 38, e Nivaldo de Souza, 42, por associação criminosa armada e porte ilegal de arma de fogo. Com eles foram apreendidas quatro pistolas.

Ainda conforme o delegado, os indivíduos foram reconhecidos como “Piratas de rio”, e após os procedimentos de flagrante, o Poder Judiciário homologou a decretação das prisões preventivas deles. O recambiamento dos infratores já foi autorizado pela Justiça e será realizado para a capital amazonense.

No decorrer das diligências, foi constatado que um indivíduo identificado como Elbo Felipe da Silva, de idade não revelada, foi a óbito em decorrência das agressões sofridas por populares. No entanto, o filho da vítima nega que ele teria envolvimento como piratas. Áudios do filho indicam  que a vítima estava apenas trabalhando junto com o genro quando foi confundido com um “pirata’ e queimado no porto do município. De acordo com o filho, o pai e o cunhando estavam levando gasolina para um garimpo.

Já outro, apenas conhecido como Augusto, fugiu pulando de uma embarcação, momento em que foi atingido por diversos disparos de arma de fogo no rio, e encontra-se desaparecido.

A autoridade policial ressaltou que um Inquérito Policial foi instaurado para apurar as circunstâncias do fato, bem como identificar todos os envolvidos no fato criminoso. As oitivas seguem em andamento na unidade policial, portanto, outras informações não poderão ser repassadas.

Em relação às ações da SSP-AM para combater à criminalidade em Japurá, além do efetivo de 16 policiais enviados para reforçar o policiamento na cidade, na terça-feira (5), mais de 30 policiais foram enviados para atuação em oito municípios do Amazonas, incluindo Japurá, durante a Operação Fronteira Mais Segura, a fim de reforçar o policiamento no rio Solimões e na calha de Japurá, em combate ao narcotráfico e a pirataria.

error: O conteúdo está protegido !!