Crise no Boi Garantido

Crise rexé ganha novo capítulo e trabalhadores reivindicam pagamento dos salários atrasados

O boi criado por Lindolfo Monteverde, em 1913, com a intenção de seguir a brincadeira de seu avô, ganhou um novo capítulo na crise que tem vivido desde o Festival Folclórico de Parintins de 2022. Na última sexta-feira (8), trabalhadores foram até a Cidade Garantido para reivindicar o pagamento dos salários atrasados que, conforme havia prometido pela vice-presidente, Ida Silva, seriam pagos nessa sexta-feira. Os protestos iniciaram a tarde e se estenderam até a noite.

No início da noite, Ida Silva, vice-presidente do bumbá, anunciou o pagamento de um grupo de trabalhadores, deixando pagamento de outro grupo para este sábado, a notícia acirrou ainda mais os ânimos. Os trabalhadores que este ano levaram para a arena o boi com o tema “Amazônia Nossa Luta em Poesia”, iniciaram novo protesto no curral rexé, colocando fogo em alegorias por volta das 22h. Minutos depois uma equipe do corpo de bombeiros chegou ao local e controlaram o princípio de incêndio.

Segundo informações da imprensa parintinense, além de queimas alegorias, os manifestantes quebraram algumas vidraças da sede e outras alegorias. Os trabalhadores também pediam a saída do presidente Antônio Andrade, que vem sendo responsabilizado pela má gestão por artistas, trabalhadores e torcedores rexés.

Indignação

Durante a madrugada deste sábado, 09/07, Israel Paulain, o apresentador oficial do Garantido, resolveu se pronunciar a respeito da falta de pagamento que os funcionários e artistas envolvidos nas apresentações do Festival Folclórico de Parintins 2022 vem enfrentando. No vídeo, publicado em suas redes sociais, o apresentador fala sobre as perdas de patrocínios devido ao caos instaurado nas últimas semanas e pede respeito com quem se dedica e acompanha a tanto tempo o boi de pano.

Em suas redes sociais, Márcia Siqueira, levantadora de toada oficial do Boi Garantido, também se manifestou e quebrou o silêncio a respeito das polêmicas envolvendo o boi. Ela cita Antônio Andrade, o atual presidente do boi, e pede para que ele entregue o cargo de presidente e resolva os problemas referentes aos pagamentos atrasados.

error: O conteúdo está protegido !!