Biden pede desculpas a Zelensky por atraso em pacote de ajuda à Ucrânia

Ajuda financeira ficou travada no Congresso dos EUA por oposição de republicanos conservadores; presidentes se reuniram na França nesta sexta-feira (7)

O presidente dos EUA, Joe Biden, pediu desculpas ao líder ucraniano, Volodymyr Zelensky, pelo atraso no início deste ano na aprovação de um novo pacote de ajuda militar, que foi adiado pela oposição republicana no Congresso.

Biden pediu desculpas ao anunciar um novo pacote de ajuda para a Ucrânia em uma reunião bilateral com Zelensky nesta sexta-feira (7).

“Você sabe, você não se curvou, você não se rendeu, você continua a lutar de uma maneira que é simplesmente notável, é apenas notável, e não vamos nos afastar de você”, disse Biden ao presidente ucraniano.

“Peço desculpas pelas semanas sem saber o que iria ser aprovado, em termos de financiamento, porque tivemos problemas para conseguir o projeto de lei que precisávamos aprovar e que tinha o dinheiro de alguns de nossos membros muito conservadores que o estavam segurando, mas nós conseguimos.”

Biden aproveitou a oportunidade para anunciar o anúncio de financiamento desta sexta-feira (7), bem como o financiamento adicional aumentado para a Ucrânia desde que assinou o pacote em abril.

“Desde então, incluindo hoje, eu anunciei seis pacotes de financiamento significativos. Hoje eu também estou assinando um pacote adicional de 225 milhões de dólares para ajudá-lo a reconstruir a rede elétrica”, disse ele.